Quero Voar Por Prazer

Vamos Começar

Se chegou até aqui, provavelmente é apaixonado pela aviação. Talvez a emoção de descolar ou a perspetiva de visitar lugares distantes o entusiasmem. Qualquer que seja o caso, decidiu que chegou o momento de levar sua paixão a sério e quer ser capaz de pilotar uma aeronave.

Para quem pretende voar por mero prazer existem duas opções: obter a licença de piloto de planador (GPL) ou a licença de piloto pessoal para pilotar aviões ou helicópteros (PPL).

Para obter o GPL é necessária a idade mínima de 16 anos; para o PPL tem de ter pelo menos 18 anos. Em ambos os casos, pode iniciar o treino antes de atingir a idade mínima.

De seguida, explicamos o processo de obtenção de uma licença PPL (A) – a mais popular – e uma das que oferecemos na Global Flight School.

1.ª Etapa

Candidatura

Para se candidatar à Global Flight School, terá de preencher um formulário de inscrição e satisfazer alguns pré-requisitos:

  • Ter pelo menos 16 anos de idade no momento em que inicia o curso
  • Certificado médico de Classe 2
  • Registo criminal limpo
  • Cidadania portuguesa ou europeia ou visto que lhe permita residir no país por toda a duração do curso

Além disso, terá de obter aprovação no nosso exame de admissão, que consiste na realização de testes de inglês, matemática e física, bem como na avaliação psicotécnica e entrevista individual. Se precisa de se atualizar em alguma destas matérias antes do exame, contacte-nos. Teremos muito prazer em ajudar.

Por último, será solicitado o pagamento do valor do curso antes de iniciar o respetivo treino

2.ª Etapa

Curso teórico

Estamos certos de que mal pode esperar para voar e assumir o controlo de uma aeronave. Mas primeiro terá que passar pela parte teórica do curso, que consiste em 70 horas de ensino à distância, e 30 horas de aulas presenciais na nossa escola, em Lisboa, sobre uma variedade de tópicos relevantes para a aviação, entre eles:

  • Princípios de voo
  • Procedimentos operacionais
  • Comunicações
  • Navegação
  • Meteorologia
  • Leis da aviação

Além da frequência das aulas, deverá estudar autonomamente para dominar as matérias e preparar-se para o primeiro marco no caminho para se tornar piloto: o exame teórico da Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC).

3.ª Etapa

Treino de voo e primeiro voo a solo

Após 27 semanas de curso, é tempo de deixar a teoria para trás e sentar-se pela primeira vez aos comandos de uma aeronave, um Cessna C152. Nesta fase, a formação desloca-se de Lisboa para o Aeródromo de Ponte de Sor, onde encontrará a nossa frota e equipa de treino prático.

Primeiro voará com um instrutor, colocando em prática todas as aprendizagens teóricas acumuladas até a esse momento. Terá a oportunidade de treinar em todas as situações possíveis e imagináveis, como voar em circuitos regulares, descolar e aterrar e até simular emergências como a paragem do motor em pleno voo.

Antes de cada voo, fará um briefing com o instrutor, para rever todo os detalhes do voo que se segue. Após o voo, segue-se o debriefing, para refletir sobre como correu e o que pode ser melhorado.

Quando o instrutor sentir que está preparado (geralmente, após 10 a 25 horas de voo juntos), chegará finalmente o momento por que tanto esperou. O seu primeiro voo a solo e a oportunidade de experimentar algo com que muitos apenas podem sonhar – voar e ser responsável por uma aeronave.

No seu primeiro voo transnacional a solo, terá, ainda, a oportunidade de pousar e descolar num campo de aviação diferente.

4.ª Etapa

Checkride

Após cerca de 47 horas de treino de voo, chega a etapa final no caminho para se tornar um piloto licenciado: o checkride com um examinador a bordo. Começará o dia a conduzir o briefing pré-voo na sua presença, executando uma variedade de exercícios em voo, conforme as instruções recebidas, e terminará com o debriefing.

Trabalhamos arduamente para o preparar para as exigências do exame, contudo, na eventualidade de ser reprovado, ajudaremos na análise do seu desempenho, bem como a colmatar quaisquer deficiências encontradas, para que possa tentar obter a sua licença novamente.

Depois de passar no exame, poderá obter a sua licença EASA PPL (A). Reconhecida em toda a União Europeia, permitir-lhe-á pilotar aeronaves monomotor de imediato. Com algum trabalho burocrático, poderá convertê-la também numa licença FAA, válida nos Estados Unidos.

5.ª Etapa

Conquistar os céus!

Com a licença finalmente nas suas mãos, poderá voar o quanto quiser numa aeronave monomotor em condições VFR (voo visual). Pode fazê-lo sozinho, ou acompanhado da sua família, amigos e outros entusiastas da aviação, desde que não gere lucros com essa atividade. A partilha de despesas, contudo, é permitida.

Depois de emitida, a sua licença PPL será válida para sempre. No entanto, a respetiva categoria terá uma data de validade. Para mantê-la ativa, terá de voar pelo menos 12 horas no seu último ano de validade, caso contrário, terá de a revalidar.

Agora que chegou à etapa final, também pode considerar treino adicional para expandir a sua licença a outras categorias. Pode, por exemplo, obter a licença de voo noturno ou a licença de voo sob condições IFR (voo por instrumentos), ou seja, em condições de fraca visibilidade.

Se preferir, também poderá prosseguir com a obtenção da licença de piloto comercial (CPL) ou a licença de piloto de linha aérea (ATPL) que lhe permitirá ganhar dinheiro a voar.

Quer saber mais sobre como obter um PPL na Global Flight School?